« O quarto | Main | Chagall »

Viver

Vivo na ilusão
da água infinita
e da sede
saciada em goles.

Vivo como intruso
destruindo o que não me pertence.

Alcanço o fruto e o desfruto.
Deixo o sumo escorrer pelas mãos.

Vivo na desilusão
de me intrometer
como abuso.

Pedro Du Bois

comments powered by Disqus

Acerca

Esta é uma página de arquivo individual, publicada em 23 de junho de 2015.

Post anterior

Post seguinte

Leia também a primeira página, faça uma pesquisa ou navegue através desta página de todos os títulos em arquivo.

Arquivo

&

Primeiro endereço

© 2004/12 Ana Roque | Powered by JournalistProgrammer | Editado com Movable Type | Top