« James Cowie | Main | Michaël Borremans »

(Em um dia impossível de precisar)

Por vontade divina
nos une a memória.
A sombra próxima do teu tormento
se mescla com a minha
brandamente como se entrasse no paraíso.
Agonia!
emerges do fundo dos séculos.
Se pudesse lançaria teu nome
aos braços infinitos da noite.
Livre
seria uma ave intocada pelo céu.
Esguia sombra
fulguras desterrada.
Quando retornares ao paraíso
será meu rosto
uma visão com velas
acesa em desolação.
Será meu corpo
um traje rumoroso
sobre ossos luzentes.
Que fatalidade
encadeia a alma
com as ilusões falidas?
É bom guardar silêncio
Quando se viu o fogo
cair do céu.

Lauren Mendinueta

Acerca

Esta é uma página de arquivo individual, publicada em 16 de julho de 2021.

Post anterior

Post seguinte

Leia também a primeira página, faça uma pesquisa ou navegue através desta página de todos os títulos em arquivo.

Arquivo

&

Primeiro endereço

© 2004/12 Ana Roque | Powered by Querido.org | Editado com Movable Type | Top