« se isto não é amor | Main | Cantiga de amigo »

Leda m'and'eu

 Levad', amigo, que dormides as manhanas frias
 tôdalas aves do mundo d'amor dizia[m]:
 leda m'and'eu.
 Levad', amigo que dormide'las friasmanhanas
 tôdalas aves do mundo d'amor cantavam:
 leda m'and'eu.
 Tôdalas aves do mundo d'amor diziam,
 do meu amor e do voss[o] em ment'haviam:
 leda m'and'eu.
 Tôdalas aves do mundo d'amor cantavam,
 do meu amor e do voss[o] i enmentavam:
 leda m'and'eu.
 Do meu amor e do voss[o] em ment'haviam
 vós lhi tolhestes os ramos em que siíam:
 leda m'and'eu.
 Do meu amor e do voss[o] i enmentavam
 vós lhi tolhestes os ramos em que pousavam:
 leda m'and'eu.
 Vós lhi tolhestes os ramos em que siíam
 e lhis secastes as fontes em que beviam;
 ledam'and'eu
 Vós lhi tolhestes os ramos em que pousavam
 e lhis secastes as fontes u se banhavam;
 leda m'and'eu

Nuno Fernandes Torneol

Acerca

Esta é uma página de arquivo individual, publicada em 02 de julho de 2021.

Post anterior

Post seguinte

Leia também a primeira página, faça uma pesquisa ou navegue através desta página de todos os títulos em arquivo.

Arquivo

&

Primeiro endereço

© 2004/12 Ana Roque | Powered by Querido.org | Editado com Movable Type | Top