« Legado | Main | Luz e Breu »

Sentimento

(Bic Poem)

gosto de me sentir vivo,
de ver a vida se depositando,
como a tinta da caneta,
no traço indeciso do poema,
misterioso como as palavras,
que eu não sei de onde vieram

Mauro Mendes

A sua opinião?

Acerca

Esta é uma página de arquivo individual, publicada em 05 de janeiro de 2008.

Post anterior

Post seguinte

Leia também a primeira página, faça uma pesquisa ou navegue através desta página de todos os títulos em arquivo.

pub




Arquivo

&

Primeiro endereço

© 2004/07 Ana Roque | Powered by TubarãoEsquilo | Editado com Movable Type | Top