20 de junho de 2018

Solstício de Verão

O Solstício de Verão ocorrerá no dia 21 de junho de 2018 às 11h07, marcando o início da estação no hemisfério norte. O sol, neste dia de solstício, estará o mais alto possível no céu em Lisboa.

Lembrete

Comprei hoje
na Casa Batalha
uma camélia amarela
de pano
pendurei-a na parede
a tapar um prego
para não me esquecer
de me benzer

Adilia Lopes

Amedeo Modigliani

Amedeo Modigliani.jpg

Ideias

Depois de ter falado toda a manhã
com um estranho acerca daquela anónima
cabeça de rapaz do século dezasseis

sinto que é de matéria breve que
tenho composto todos os meus objectos
todos ordenados à vida e sem aquela

alegria que devemos encontrar
no que tentamos reduzir ao tempo.
Uma só hora daquela cabeça não
caberia em toda a manhã

porque ela é lisa como vidro
e nenhuma dissertação de arte
a poderá tornar densa e as suas ideias
essas somos nós que

as fabricamos.

João Miguel Fernandes Jorge

10 de junho de 2018

JooHee Yoon

JooHee Yoon.jpg

08 de junho de 2018

Meu Caro Amigo

Meu caro amigo, me perdoe, por favor
Se eu não lhe faço uma visita
Mas como agora apareceu um portador
Mando notícias nessa fita

Aqui na terra tão jogando futebol
Tem muito samba, muito choro e rock'n'roll
Uns dias chove, noutros dias bate o sol
Mas o que eu quero é lhe dizer que a coisa aqui tá preta

Chico Buarque

Felicidade

És precária e veloz, Felicidade.
Custas a vir, e, quando vens, não te demoras.
Foste tu que ensinaste aos homens que havia tempo,
e, para te medir, se inventaram as horas.

Felicidade, és coisa estranha e dolorosa.
Fizeste para sempre a vida ficar triste:
porque um dia se vê que as horas todas passam,
e um tempo, despovoado e profundo, persiste.

Cecília Meireles

07 de junho de 2018

Edward Hopper

Edward Hopper.jpg

Poetas

Há na tua poesia o aroma de um fruto
O sabor de uma cor fresca
Impelida pelo vento no mar
A tua linguagem é natural
Límpida e delicada
Contornando as coisas e os seres

António Ramos Rosa

06 de junho de 2018

Ninguém me chama

Escuto o calcanhar do pássaro
Sobre a flor
E não respondo

Daniel Faria

05 de junho de 2018

Inocência

Hei-de morrer inocente
exactamente
como nasci.
Sem nunca ter descoberto
o que há de falso ou de certo
no que vi.

Entre mim e a Evidência
paira uma névoa cinzenta.
Uma forma de inocência,
que apoquenta.

Mais que apoquenta:
enregela
como um gume
vertical.
E uma espécie de ciúme
de não poder ver igual.

António Gedeão

04 de junho de 2018

Winnaretta Singer

Winnaretta Singer.jpg

Indiferente

O motivo pelo qual não se deixava atrair para debates políticos ou mesmo teológicos era por ser indiferente às opiniões de outras pessoas e não sentir necessidade de concordar com elas ou de se lhes opor.

Ian McEwan, in Mel

02 de junho de 2018

Bridget Riley

bridget riley.jpg

Da infância

Era a minha altura. Um livro
em cima da cabeça marcava
o lugar que um lápis semestralmente
riscava na parede da cozinha.
A única sabedoria dos ossos, crescerem
como a teia sólida de um propósito
e a anatomia mais transparente.
Centímetro a centímetro
espigava o corpo imaginário, essa contabilidade
que era assim, íntima, pictórica,
como uma cena burguesa.
Traço a traço a parede da cozinha
tornou-se rupestre,
a infância uma ternura assustadora.
Esta era a minha altura.
Agora sou tão mais alto e mais pequeno.

Pedro Mexia

junho 2018

Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30

Arquivo


&

Primeiro endereço

© 2004/12 Ana Roque | Powered by Querido.org | Editado com Movable Type | Top