« Sonhei contigo | Main | The Thing »

Francisco de Zurbarán

453px-Francisco_de_Zurbar%C3%A1n_066.jpg

desta vez, não é pelo barroco da imagem, não é pela mestria do pintor, não é sequer porque sim; é uma intenção, uma imagem para povoar os olhos fechados daquela que, forte toda a vida, aguarda agora o seu tempo de paz.

comentários (3)

G.:

Sem palavras.

vbm:

Ouvi a Maria João Seixas na rádio
a elogiar Maria Cavaco Silva,
no que me pareceu sincera
por ser uma excepção.

Foi a propósito da visita a Moçambique
em que, a dado momento das suas palavras,
disse uma frase que Mª João Seixas
sentiu como tão notável
quanto a de Kennedy
em Berlim.

Disse: - «A vossa paz é a minha paz.»

Lembrei-me deste afecto
pelo que exprimes
no teu post.

ana r.:

E bem. Há momentos em que a paz é último e único reduto, o prémio depois da luta de muitos dias. Obrigada pela lembrança, vbm.

A sua opinião?

Acerca

Esta é uma página de arquivo individual, publicada em 30 de março de 2008.

Post anterior

Post seguinte

Leia também a primeira página, faça uma pesquisa ou navegue através desta página de todos os títulos em arquivo.

pub




Arquivo

&

Primeiro endereço

© 2004/07 Ana Roque | Powered by TubarãoEsquilo | Editado com Movable Type | Top