« O Espírito | Main | A Terra girou para nos aproximar »

Do risco

"Pela primeira vez, admito que estou a entregar-me ao amor. Não ao culto que prestei à Velha, não ao respeito que tenho pelas especiarias. Mas ao amor humano, no seu conjunto, no que ele tem de dádiva, de exigência, de amuo e de veemência. Assusta-me, esse risco."


Chitra Banerjee Divakaruni, in A Senhora das Especiarias, trad. Maria Filomena Duarte

comentários (1)

Al Guem:

Amor é risco,
da incerteza,
da estranheza,
do desconhecimento,
do momento.

Se a vida é reisco,
vida sem amor,
não é Vida.

A sua opinião?

Acerca

Esta é uma página de arquivo individual, publicada em 03 de abril de 2008.

Post anterior

Post seguinte

Leia também a primeira página, faça uma pesquisa ou navegue através desta página de todos os títulos em arquivo.

pub




Arquivo

&

Primeiro endereço

© 2004/07 Ana Roque | Powered by TubarãoEsquilo | Editado com Movable Type | Top