« Amadeo de Souza Cardoso | Main | Antonio Capel »

Isto não é um poema

Aqui vão algumas coisas das melhores que aprendi contigo:
Não, nunca fazer mal aos animais
Amar quando é de amar, sem rodeios e sem floreados

Passar na passadeira com as crianças, sempre
Agitar o copo, antes de o beber inteiro
"Um homem que não respeita as mulheres não vale nada"
Laurear a pevide, consistentemente
Abrir a porta e a casa, sempre contente

Parecer-me o mais possível com o que sou
Evitar o trânsito e as filas
Rasgar papéis que não interessam, pagando as contas indispensáveis,
Exigir sempre de mim primeiro, que os outros conheço menos bem
Irritar autoridades com alfinete de Dama
Regressar, quando é preciso
Amar sempre, sem intermitências - quando é de amar

Beliscar o Afonso, para que acorde bem-disposto
Invadir jardins com bom humor
Brincar com a crise, que há sempre um chouriço
Iluminar a noite com um sorriso

Plantar flores nas cidades, e não o contrário
Estudar não mais que o necessário
Rasgar o calendário que oprime
Existir nos dias do bairro
Imitar quem merece ser imitado
Roncar quando apetece, se possível sem incomodar, depende.
Amar sem pudor e sem receio - quando é de amar.

Águas virão no fim da noite, a rendilhar caixotes.
Resistir é o tempo único de estar fundo e a
Verdade, a verdade: é um verbo para a vida inteira.
Os músculos não são obra do Espírito Santo,
Resistir é o tempo perto de estar certo, o certo de estar perto,
Em todos os tempos, filhos dos tempos.

[Que podemos]

Desenhar cidades, como Niemeyer.
Enviar desejos aos astros - e aos outros

Fazer coisas giras para quem queira
Revolucionar na exacta medida os dias da terra inteira
Usar do maior cuidado com as pessoas,
Tornar possível, sonho e vida.
Ousar amar - quando é de amar

Rui A.

comments powered by Disqus

comentários (3)

É poema, sim senhor, caro Rui.

ana roque:

Concordo, Zeferino! Abraço

T:

sim, é.Aprecio , creio que negar o poema ;e uma forma de ser poeta

Acerca

Esta é uma página de arquivo individual, publicada em 16 de dezembro de 2013.

Post anterior

Post seguinte

Leia também a primeira página, faça uma pesquisa ou navegue através desta página de todos os títulos em arquivo.

Arquivo

&

Primeiro endereço

© 2004/12 Ana Roque | Powered by JournalistProgrammer | Editado com Movable Type | Top