« Rosto Precário | Main | Amadeo de Souza Cardoso »

Quanto Puderes

(gentileza de Tiago Coen)

Se não podes fazer da vida o que tu queres,
tenta ao menos isto,
quanto puderes:
não a disperses em mundanas cortesias,
em vã conversa, fúteis correrias.
Não a tornes banal à força de exibida,
e de mostrada muito em toda a parte
e a muita gente,
no vácuo dia-a-dia que é o deles
— até que seja em ti uma visita incómoda.

Constantin Cavafy, trad. Jorge de Sena

comments powered by Disqus

Acerca

Esta é uma página de arquivo individual, publicada em 15 de dezembro de 2013.

Post anterior

Post seguinte

Leia também a primeira página, faça uma pesquisa ou navegue através desta página de todos os títulos em arquivo.

Arquivo

&

Primeiro endereço

© 2004/12 Ana Roque | Powered by JournalistProgrammer | Editado com Movable Type | Top