« Almada Negreiros | Main | Tallulah Bankhead »

Lê devagar

Quando estiveres velha e grisalha e cheia de sono,
E a cabecear junto ao lume, vai buscar este livro,
E lê devagar, e sonha com o olhar brando
Que outrora foi o teu, e com as suas sombras fundas;

Quantos amaram os teus instantes de ditoso encanto,
E amaram a tua beleza com um amor falso ou sincero,
Mas só um amou a alma peregrina que trazes em ti,
E amou as mágoas do teu rosto em transformação;

E, debruçando-te junto da grelha resplandecente,
Murmura, com certa tristeza, que o Amor fugiu
E foi caminhando pelas montanhas até ao alto
E escondeu a face entre uma vastidão de estrelas.

W. B. Yeats, trad. Vasco Gato

Acerca

Esta é uma página de arquivo individual, publicada em 09 de abril de 2017.

Post anterior

Post seguinte

Leia também a primeira página, faça uma pesquisa ou navegue através desta página de todos os títulos em arquivo.

Arquivo

&

Primeiro endereço

© 2004/12 Ana Roque | Powered by Querido.org | Editado com Movable Type | Top