« António DaCosta | Main | Aldemir Martins »

E o abismo por cima

Claro que não é para o nosso
tempo.

Nós, os de olhos vorazes,
os tombados do alto de um penhasco
em que vigora a impureza:
o filme exigiria
um vagar de louco.

A única via então
-- admitamo-lo --
é supor um recorte fulminante
na meticulosa ordem
das coisas
onde seja possível
nadar de costas,

desalmadamente,

sem ver para onde.

Impuros, sim,
mas inteiros de ignorância e fome,
com um lume intransmissível
numa arcada
do peito.

E o abismo por cima,
a estender-nos
as mãos.

Vasco Gato

Acerca

Esta é uma página de arquivo individual, publicada em 01 de julho de 2017.

Post anterior

Post seguinte

Leia também a primeira página, faça uma pesquisa ou navegue através desta página de todos os títulos em arquivo.

Arquivo

&

Primeiro endereço

© 2004/12 Ana Roque | Powered by Querido.org | Editado com Movable Type | Top