« Lotte Laserstein | Main | Gustav Klimt »

O poeta

Afasta-te de mim ó hora.
O bater de tuas asas faz-me feridas.
Mas que hei-de eu fazer da minha boca agora?
e do meu dia? e das noites compridas?

Não tenho amada, nem casa,
nem lugar onde viva.
As coisas, a que a minha alma se casa,
enriquecem e gastam a alma viva.

Rainer Maria Rilke, trad. Paulo Quintela

Acerca

Esta é uma página de arquivo individual, publicada em 25 de janeiro de 2018.

Post anterior

Post seguinte

Leia também a primeira página, faça uma pesquisa ou navegue através desta página de todos os títulos em arquivo.

Arquivo

&

Primeiro endereço

© 2004/12 Ana Roque | Powered by Querido.org | Editado com Movable Type | Top