« | Main | Hannah Arendt por Fred Stein, 1944 »

Do cansaço

Não tenciono interrogar
a escuridão além do traço,
basta-me o esforço do início
e a resignação de ter chegado
ao ponto, antes do traço,
onde medito, sem muito
esforço, na negligência
ou embaraço em que pros-
sigo. Um século terminado,
outro por desdizer. Acaso
haverá inquietação que
possa salvar o espaço?

A pergunta supõe cansaço
e a resposta está por haver.

José Alberto Oliveira

Acerca

Esta é uma página de arquivo individual, publicada em 18 de março de 2018.

Post anterior

Post seguinte

Leia também a primeira página, faça uma pesquisa ou navegue através desta página de todos os títulos em arquivo.

Arquivo

&

Primeiro endereço

© 2004/12 Ana Roque | Powered by Querido.org | Editado com Movable Type | Top