« Gerda Wegener | Main | Gerda Wegener »

O tempo

E o tempo, o próprio tempo sequioso, boquiaberto,
ladeia muros, amplia-se em deserto
vivo solilóquio que me acomoda os passos,
em derredor penumbra, afinidade.

Branco como a cal que o comemora
sinto nele a verdade, o pasmo do encontro
e bebo água ungida por cadáveres,
alheado da vida que suporto.

E vou deslumbrado pelo mundo,
recolhendo ossos, desfazendo pegadas,
refazendo o ser que me enamora,
tecendo a minha própria eternidade.

Ruy Cinatti

Acerca

Esta é uma página de arquivo individual, publicada em 03 de junho de 2019.

Post anterior

Post seguinte

Leia também a primeira página, faça uma pesquisa ou navegue através desta página de todos os títulos em arquivo.

Arquivo

&

Primeiro endereço

© 2004/12 Ana Roque | Powered by Querido.org | Editado com Movable Type | Top