« provérbio africano | Main | Pedro Du Bois »

poema

Olho a mão pintar
a tela: a tinta escorre
no rosto desenhado

desdenho a mão que escreve
o texto: espreito a palavra

o olho capta as imagens
onde mãos se confundem
em ordinários mundos

a tela expressa
palavras não ditas
e os olhos acobertam
as mãos agora imóveis.

Pedro Du Bois

Acerca

Esta é uma página de arquivo individual, publicada em 23 de junho de 2020.

Post anterior

Post seguinte

Leia também a primeira página, faça uma pesquisa ou navegue através desta página de todos os títulos em arquivo.

Arquivo

&

Primeiro endereço

© 2004/12 Ana Roque | Powered by Querido.org | Editado com Movable Type | Top