« Pouco a pouco | Main | Leonard Koscianski »

Habitar

Habito o extremo oposto ao gosto
reafirmo em palavras as sequências
retiro do verbo a ação: pacifico
os sentidos e ao mar lanço
resíduos materiais do sacrifício
 
                     sou novamente o dia
                     ensolarado e a praia
                     desertificada dos amores

    barcos retornam de onde estou
   vazio em peixes e tripulantes: habito
   os fantasmas alimentados em águas
   escorreitas em que mangues secam
   seus crustáceos: nada faz o momento
   no tormento de ser presente: o relógio
   martela o fundo da existência

                       queria estar em outro lugar
                       mediano e em meridianos
                       encontrar os acertos
                       da viagem: paisagens
                       embaçam a vista.

Pedro Du Bois

Acerca

Esta é uma página de arquivo individual, publicada em 18 de fevereiro de 2021.

Post anterior

Post seguinte

Leia também a primeira página, faça uma pesquisa ou navegue através desta página de todos os títulos em arquivo.

Arquivo

&

Primeiro endereço

© 2004/12 Ana Roque | Powered by Querido.org | Editado com Movable Type | Top