« El Greco | Main | Última Estação III »

Caída

Y me vuelvo a caer desde mí mismo
al vacío,
a la nada.
Qué pirueta!
Desciendo o vuelo?
No lo sé.
Recibo
el golpe de rigor, y me incorporo.
Me toco para ver si hubo gran daño,
mas no me encuentro.
Mi cuerpo dónde está?
Me duele sólo el alma.
Nada grave.

Ángel González

A sua opinião?

Acerca

Esta é uma página de arquivo individual, publicada em 06 de fevereiro de 2008.

Post anterior

Post seguinte

Leia também a primeira página, faça uma pesquisa ou navegue através desta página de todos os títulos em arquivo.

pub




Arquivo

&

Primeiro endereço

© 2004/07 Ana Roque | Powered by TubarãoEsquilo | Editado com Movable Type | Top