« I Will Kiss Thy Mouth | Main | Newton »

Dias Inúteis

Ficarão perdidos os dias
que não tivemos juntos. Dias inúteis
encostados a paredes e muros envelhecidos.
Dias sem calendário,
hora evasivas e fugidas, desperdiçadas,
afundadas em rios sem margens nem pontes,

noites, noites e mais noites deitadas fora
como casa desabitadas

Carlos Lopes Pires

comentários (2)

Carlos Lopes Pires:

Olá, Ana,

Não leve a mal, mas ainda gostava de saber por que é este poema tão citado nos blogues... Tem assim alguma coisa de especial?
De qualquer modo, obrigado e votos de coisas boas.

ana r.:

Boa tarde, caro Carlos Lopes Pires. Pelos outros, como imagina não posso falar; no meu caso, é o lirismo simples e a consciência da passagem imperdoável do tempo que me cativa :)
Votos retribuídos e obrigada pela visita e pelas palavras que aqui deixou.

A sua opinião?

Acerca

Esta é uma página de arquivo individual, publicada em 15 de março de 2008.

Post anterior

Post seguinte

Leia também a primeira página, faça uma pesquisa ou navegue através desta página de todos os títulos em arquivo.

pub




Arquivo

&

Primeiro endereço

© 2004/07 Ana Roque | Powered by TubarãoEsquilo | Editado com Movable Type | Top