« Lorezo Lotto | Main | Neste Inverno »

Do romance

"Sob a perfeição de um romance, está subjacente uma sensação que me agrada de uma história em espiral. É uma dupla hélice: o desejo enrolado à volta da adoração. (...) É raro. E, naturalmente, condenado. Condenado à vulgaridade. A surpresa desaparece - como desaparece de um conto palavroso, por muito divertido que seja. Tal como o desejo. Mas no início, quando, inundados de prazer, ficamos espantados com o que acabámos de ver, o conto em espiral ainda está todo na nossa cabeça. Isso é romance."

Robert Dessaix, in Corfu, trad. Ana Teresa de Castro, ed. Gótica

A sua opinião?

Acerca

Esta é uma página de arquivo individual, publicada em 18 de março de 2008.

Post anterior

Post seguinte

Leia também a primeira página, faça uma pesquisa ou navegue através desta página de todos os títulos em arquivo.

pub




Arquivo

&

Primeiro endereço

© 2004/07 Ana Roque | Powered by TubarãoEsquilo | Editado com Movable Type | Top