« Só | Main | Rodtchenko »

No Dia da Mulher, Natália

Harmonioso vulto que em mim se dilui.
Tu és o poema
e és a origem donde ele flui.
Intuito de ter. Intuito de amor
não compreendido.
Fica assim amor. Fica assim intuito.
Prometido.

Natália Correia, in Livro dos Amantes

comentários (2)

Olá, Ana.
Bom dia.
Cheguei no seu blog fazendo uma pesquisa sobre Hölderlin, e gostei muito.
Seu espaço é de muito bom gosto, tanto as poesias quanto as fotos.
Um abraço,
JR.

ana r.:

Caro João Renato, obrigada pela visita e pelas palavras gentis. Gosto da poesia que publica no seu blog, que fiquei a conhecer. Volte sempre!

A sua opinião?

Acerca

Esta é uma página de arquivo individual, publicada em 08 de março de 2008.

Post anterior

Post seguinte

Leia também a primeira página, faça uma pesquisa ou navegue através desta página de todos os títulos em arquivo.

pub




Arquivo

&

Primeiro endereço

© 2004/07 Ana Roque | Powered by TubarãoEsquilo | Editado com Movable Type | Top